CONTEUDO PARA ADULTOS...

Como sabemos ninguem vive sem sexo por isso resolvi criar um blog para os mais ousados, cheio de erotismo e pornografia, um blog para maiores de 18 anos, apenas conteudo para adultos. Aqui vale tudo.

Neste blog vou colocar varios temas e videos uns originais outros retirados de outros sites e blogs que á partida são de dominio publico , se por acaso não concordar com o uso de alguma imagem , conto ou video por favor entre em contacto e retiraremos de emediato , sempre iremos colocar a fonte de onde retiramos as fotos, videos ou contos eroticos colocando o respectivo link.

Espero que gostem.

.... DIGA NÃO Á PEDOFILIA ....

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Fudi a minha irmã


Oi meu nome é Vinicius o caso que vou lhes contar teve inicio há cinco anos atrás, na época eu tinha 20 anos e minha irmã Rose 25.
Eu nunca tive qualquer interesse por minha irmã, éramos simplesmente uma família, Eu, minha irmã e nossos pais. Nossos pais são aposentados e haviam ido para o litoral e Rose estava desempregada e passava o dia todo em casa fazendo aquelas coisas de mulher, pintando unha arrumando o cabelo, passando um creme e outro.
Tudo começou por acaso do destino, eu passei mal no trabalho, pois estava com um resfriado muito forte e por conta disto pedi para sair mais cedo. Quando cheguei em casa parecia não ter ninguém então fui direto para o meu quarto me deitar.
Como de costume coloquei meus fones no ouvido e relaxei. Passado mais ou menos umas duas horas levantei para tomar um banho, e ainda meio sonolento me dirigi ao banheiro. Quando cheguei próximo à porta pude ouvir o barulho do chuveiro a cair água e a porta estava entreaberta.
Rose não sabia que eu já havia chegado e por isto estava totalmente à-vontade em casa. Por mais que nunca tivesse me passado pela cabeça qualquer desejo sexual por minha irmã, naquele momento tive uma curiosidade incontrolável de dar uma empinadinha.
Naquele momento meu coração parecia que irai sair pela boca, respirei fundo e sutilmente dei uma olhada morrendo de medo.
A cena que contemplei foi algo que jamais poderia imaginar, nunca pensei que minha irmã fosse tão gostosa. Fiquei hipnotizado e ela sem saber que tinha companhia em casa estava curtindo muito aquele banho. Derrepente ela começou a tocar seus seios de uma maneira muito sensual, fechou os olhos e desceu uma das mãos para aquela maravilhosa bucetinha molhada, e começou a se masturbar de uma maneira tão excitante que parecia estar sendo possuída de verdade. Quando ela gozou teve que se apoiar na parede do banheiro de tão intenso que foi seu orgasmo.
Naquele momento eu havia até esquecido que estava resfriado, meu pau ficou tão duro que parecia que ia furar minha calça. Quando ela fechou o chuveiro eu saí de fininho para o meu quarto.
Após aquele dia só pensava em arrumar uma maneira de poder comer a gostosa da minha irmã. Depois de tanto planejar decidi por em prática minha idéia.
Tirei um dia de folga sem que ela soubesse e fiquei no meu quarto quietinho, pois sabia que logo ela iria até lá, pois era ela quem fazia a arrumação da casa.
Quando ouvi seus barulhos pela casa comecei a me preparar para o golpe. Guardei minha coberta e fiquei deitado na cama vestindo um calção folgado e sem cuecas, deixei propositalmente meu pau a mostra e fingi que estava dormindo.
Não demorou muito e Rose entrou em meu quarto.
Quando ela entrou e me viu naquela situação, tomou um susto, saiu do quarto por alguns instantes, mas para minha felicidade voltou logo em seguida. Ela ficou olhando para o meu pau um pouco apreensiva com receio "que eu acordasse".
Após algum tempo contemplando meu cassete, minha irmãzinha começou a se masturbar olhando pra mim. Após gozar ela saiu e logo depois voltou como se nada tivesse visto e me "acordou" fingindo-se de surpresa com minha presença em casa.
No decorrer do dia fiquei imaginando como faria para chegar às vias de fato já que sabia o que ele sentia em relação a mim. A oportunidade ideal veio no inicio da tarde.
Rose estava depilando as pernas sentada entre a porta. Ela estava usando um shortis curto e apertado que dividia sua bucetinha maravilhosa e uma blusinha de alcinha que deixava seus seios quase a mostra.
Aproximei-me e como com quem não quer nada perguntei se aquele produto que estava usando realmente funcionava para a remoção dos pelos e ela disse que era ótimo e disse para eu passar a mão em sua perna para ver como ficava lisinha.
Não podia ser melhor, passei a mão em sua perna e disse que realmente estava lisinha e macia, e continuei á acariciando. Fui aos poucos subindo minhas mãos para suas coxas e como não houve qualquer resistência fui subindo cada vês mais, ela olhou em meus olhos como um sinal verde, eu fui subindo mais e mais até tocar de leve em sua bucetinha, aproximei meu rosto ao dela e ali mesmo trocamos nosso primeiro beijo. Naquele momento já não via mais minha irmã e sim uma deliciosa mulher por quem estava morrendo de tesão. Fui descendo minha boca por seu pescoço até chegar em seu seios, os quais chupei demoradamente. Rose me puxava para si entre sussurros e gemidos.
Nos levantamos de entre a porta e fomos para meu quarto, livrei-me de imediato do calção que vestia e rose tirou sua blusinha e seu shorts ficando apenas de calcinha. Ela deitou-se na cama como que me convidando para possuí-la, fui ao seu encontro beijando seus lindos pés e fui subindo entre sua coxas até chegar em sua bucetinha molhadissima. Tirei sua calcinha e chupei aquela doce bucetinha rosada, ela gemia e se contorcia, o que me deixava mais excitado.
Fui subindo beijando sua barriguinha, seus seios até chegar em sua boquinha e da-lhe um molhado beijo enquanto meu pau ia se encaixando na sua bucetinha. Quando ia colocar meu cacete pra dentro ela me pediu que esperasse, pois queria me fazer uma coisinha.
Ela desceu até meu cacete e começou a chupá-lo passando a língua na cabecinha e às vezes engolia todinho, tive que me controlar para não gozar antes do tempo. Sem poder mais resistir, a coloquei de quatro e vagarosamente fui enfiando meu pau em sua grutinha. Minha irmã rebolava como um profissional e me dizia assim:
- Vai irmãozinho mete na minha bucetinha mete, faz de mim sua putinha, me come gostoso vai.
Eu nunca vou me esquecer destas palavras, a cada frase sacana que minha irmã dizia, eu a comia com mais vigor até que não agüentei mais e disse que ia gozar. Neste momento ela tirou sua buceta do meu pau e com a maio agilidade caiu de boca chupando e punhetando meu cacete.
Gozei feito um louco e ela engolindo toda a minha porra que chegava a escorrer pelos cantos de sua boca, após sair a ultima gota de porra, ela chupou meu pau até o talo. Meu tesão era tanto que a coloquei na posição de frango assado e meti novamente em sua bucetinha, meti com tanta vontade e dia pra ela:
Vai Rose, vai minha irmãzinha safada goza no meu pau, goza pra mim minha putinha. Rose se contorcia te tanto tesão até que explodiu em um gozo tão maravilho que as paredes de sua buceta apertaram meu pau. Não resisti àquela condição e também gozei dentro da bucetinha de minha irmã.
Naquela semana com a casa só para nois, vivemos como um casal de namorado transamos todos o dias e dormíamos na cama de casal no quarto de nossos pais.
Hoje minha irmã está com trinta anos e é casada e mão de um lindo garoto, Eu estou com vinte cinco anos, sou noivo e curso faculdade de administração. Daquele dia em diante minha irmã e eu não deixamos de nos relacionar, posso até dizer que a amo como mulher e ela a mim, nossos parceiros são apenas para manter a aparência de uma família padrão. Mas na realidade até hoje sou amante de minha irmã, e nenhuma mulher com quem me relacionei me despertou tanto desejo como o que tenho por minha adorável irmãzinha.
http://www.casadoscontos.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário